• > Marketing Digital

    Por que uma estratégia de conteúdo nas redes sociais é essencial?

    Estar nas redes sociais não é a mesma coisa que ter destaque nelas. Para ser visto no meio da multidão é preciso uma estratégia - e muito boa! Mas por que é preciso estruturar um plano estratégico para obter sucesso e reconhecimento nas redes sociais? Simplesmente pelo fato que um posicionamento impecável é essencial para conquistar o seu fiel público-alvo. E para alcançar tudo isso, é necessário que entenda-se as redes sociais e o que elas podem oferecem para o seu negócio/marca. Para dar o pontapé inicial o primeiro questionamento que a marca deve fazer é entender qual a finalidade que as redes sociais devem atender. Ou seja, saber qual plano se encaixa melhor para a empresa e qual modelo deve se apostar com rigor. Descobrindo o perfil digital Qual o perfil que o seu canal irá assumir? Dentre algumas opções, a marca pode usar as redes sociais para tais finalidades: • SAC (Atendimento ao cliente): usar as redes sociais como plataforma de suporte ao cliente; • Identidade online: a partir de uma curadoria e produção de conteúdo, o perfil busca educar o usuário sobre a sua empresa e uma interação mais especial com o público; • Perfil avançado: pode-se ter um perfil com as duas situações descritas acima, mas isso é um estágio mais avançado para uma conta já consolidada pelo seu público; O ideal é a marca analisar qual caminho casa melhor com a proposta que ela quer apresentar e a persona que deseja assumir. Interagindo com o público Uma forma de fortalecer o engajamento da marca nas redes sociais é apostar na interação com a sua audiência. E isso é uma das formas de construir uma relação estável com o usuário. Responder comentários é uma ótima forma de construir um elo com o público, que se sentirá correspondido e consequentemente sentirá mais confiança na marca por obter um diálogo com ela. O que gera uma maior credibilidade. Uma outra forma também de fidelizar a interação é compartilhar conteúdos do seu público que sejam relacionados à sua marca. É uma ótima forma de mostrar a perspectiva do seu negócio pelos olhos do seu público. Conteúdo certo para cada rede social Vale lembrar sempre que cada rede social atende um público específico e com desejos diferentes. Por isso, toda a estratégia também deve ser pensada com cuidado para cada perfil, para que a marca possa atender às necessidades de cada audiência. Por isso, a tática de publicar o mesmo conteúdo em todas as redes que uma marca pode ter não é uma boa prática. Pois, despersonaliza o perfil e mostra que não há um cuidado para criar conteúdo para cada tipo do público-alvo. E mais: além do conteúdo, a marca deve considerar o uso das redes sociais pelo território que atua. No caso do Brasil, as redes mais usadas são o Facebook e Whatsapp - o que interfere no planejamento da estratégia a ser pensada. Todas essas ações se embasam em uma boa estratégia de marketing de conteúdo, que é oferecer conteúdo que atraia cada vez mais o seu público-alvo, pensando sempre em inovação e, claro, criatividade pura. Desta forma, a dica é manter-se atualizado com o mercado e estar de olho sempre nas novidades e no que pode ser feito de diferente. Sempre é bom testar alternativas que possam funcionar para a sua persona. Prontos para se especializar cada vez mais com o mercado digital? ;)
  • > Tá na Moda

    O Visual Merchandising como alma do negócio na moda

    No mercado da moda atual, muitas estratégias são importantes para envolver o consumidor com a marca. E uma ferramenta fundamental para esse processo é o Visual Merchandising. O intuito de tal prática é nada menos que oferecer ao consumidor experiências sensoriais para provocar o desejo pelo produto. O que engloba diversas técnicas, como marketing, neurolinguagem e storytelling, que ao lado do design formam uma estratégia para trabalhar o produto a ser vendido. O profissional de VM Quem se especializa na área é responsável por elaborar como contará a história da marca e dos produtos além das vitrines. É encarregado(a) de criar experiências únicas dentro das lojas e instruir a oferecer um serviço customizado aos seus clientes. Ou seja, o profissional de Visual Merchandising faz a construção de uma imagem personalizada do seu negócio através das vitrines, lojas, cenografia e etc. Assim como determina características sensoriais das lojas físicas, como a música, o perfume e os provadores. É criar um conceito sobre a marca e oferecer o seu produto como uma recompensa ao consumidor. Os projetos para o negócio Para se destacar no meio da multidão é necessário inovação. E é isso o que um projeto de Visual Merchandising tem que oferecer: criatividade! Além disso, muita pesquisa também deve ser feita para entender o seu consumidor e sua realidade como estilo de vida, do mesmo modo como o entorno na cidade em que está presente. Tudo isso influencia em como o DNA da marca vai ser exposto e como a interação com o cliente será realizada para resultar em engajamento. É importante que o profissional tenha bem claro as suas referências de criação para construir um projeto para o varejo que coloque em prática a narrativa da coleção. Lembre-se: manter-se fiel à identidade da marca é o primeiro passo a ser tomado quando um novo projeto está se iniciando. O cliente procura por uma experiência e identificação ao entrar na loja. A evolução e importância do VM Com as mudanças no mercado da moda, como o surgimento do e-commerce, o Visual Merchandising foi obrigado a se atualizar e ser cada vez mais importante nas lojas físicas. Para o varejo, hoje um bom projeto de VM é saber idealizar as vitrines que contem boas e rápidas histórias, que dê ênfase aos produtos e conceitualizem a cenografia. É criar um projeto autoral e que exprima toda a organização e dinâmica da marca. Uma coleção é contar uma história para o consumidor por meios dos produtos, dos aspectos físicos e da estratégia de marketing. O que resulta, é claro, no objetivo final que é a venda. E mais, vale ressaltar que neste novo panorama os varejistas de moda devem estar atentos a não seguir qualquer tendência pelo simples fato de ir no fluxo. Agradar todos os consumidores não resultará necessariamente em ampliar o seu público. Pelo ao contrário, pode ter o efeito inverso. Por isso, é muito importante entender o seu consumidor e o segmento em que a marca está inserida. Quanto melhor conhecer o cliente e seus desejos, mais fácil será para a marca saber como atender à esses requisitos. Estar atualizado com o mercado da moda pode ser o diferencial para qualquer profissional da área. E se especializar no setor pode ser uma forma de se destacar. Você já conhece nosso curso de Visual Merchandising? ;) Vamos compartilhar a criatividade!
  • > Marketing Digital

    Marketing digital: por que esse profissional é tão essencial?

    Pode parecer meio óbvio para alguns, mas para outros nem tanto: o marketing digital é essencial para as empresas no mercado atual. E por quê? Simplesmente pelo fato desse setor ser uma ótima contribuição para o desenvolvimento do negócio. Profissionais de marketing são responsáveis por construir uma presença forte da sua marca na internet e que ela seja uma das primeiras opções de busca para o público alvo. Quanto mais fácil uma pessoa consegue achar sua marca no Google ou nas redes sociais, mais rápido ela o tomará como referência e, consequentemente, o interesse levará ao primeiro contato. O que leva esse possível novo cliente a conhecer mais a fundo a empresa, que deverá saber como fidelizá-lo. Confira 3 pontos que mostram a importância do marketing digital: 1. Alcançar uma audiência qualificada   O ideal para toda a empresa é construir uma audiência fidelizada, ou seja, que todos os seus clientes desejam realmente consumir seu produto/serviço. Para isso, é preciso analisar pontos cruciais como: você sabe qual é o seu público-alvo? Seus hábitos de consumo e comportamento? E como você se relaciona com ele? Com isso, o profissional de marketing saberá exatamente como se comunicar com o seu cliente, sendo mais eficiente no contato e em conquistar a fidelidade do cliente e manter sua credibilidade. 2. Saber se comunicar com seu público   Além de saber quem é a sua audiência, o profissional de marketing deverá saber também como falar com ela. Qual a melhor plataforma para anunciar novidades, descontos ou simplesmente manter o contato diário, por exemplo? Ou o melhor horário? Todos esses fatores são essenciais para se comunicar com o cliente de forma que ele se sinta acolhido, respeitado e que esteja sendo informado, não apenas mais um número para a empresa. Por isso, é importante também que haja uma segmentação do público, se necessário. Isso permite que haja uma personalização das ações e campanhas de marketing. 3. Mensuração   Depois de comunicar é importante também saber como o seu cliente está recebendo a informação. Dentro do marketing digital é possível que o profissional veja quantos e-mails foram abertos e convertidos - o cliente clicou e foi parar no site ou aba requerida, por exemplo. Além disso, há outras ferramentas também que podem ser utilizadas para analisar resultados com precisão e saber se a campanha está trazendo resultados para a empresa ou se terá de ser reavaliada. Para isso, é importante também ter conhecimentos de métricas e programas analíticos, que apresentem dados para serem trabalhados posteriormente. E para estar atualizado assim com o mercado, cursos profissionalizantes são uma boa opção para se especializar e dar um up no currículo. Já conferiu a nossa agenda? ;)